/>Roncar é Normal? | NOSP

Horário de Atendimento:

8:00h - 20:00h

  • pt-br
  • en

Telefone:

Roncar é Normal?

Novidades NOSP - Acompanhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp

Roncar é Normal? Pode até parecer uma Inocente Pergunta, não é mesmo? Porém, não, Roncar não é Normal. Esse incômodo ruído, produzido pela vibração das estruturas da garganta, decorre de um estreitamento parcial das vias respiratórias durante o sono. A passagem forçada do ar por esta obstrução parcial causa o barulho do ronco. Continue a leitura e saiba mais sobre a gravidade do ronco.

Roncar é Normal?

Estima-se que mais de metade da população mundial ronca eventualmente e que 20% (vinte) da população adulta ronca habitualmente.

Algumas pessoas Roncam todas as Noites,

Atualmente, o Ronco deixou de ser simplesmente um problema Social e o maior desagregador conjugal.

Segundo Luis Fernando Veríssimo

“a principal causa de divórcio no Brasil é a mulher raspar as pernas com o aparelho de barba do marido e depois não limpar. Em segundo lugar vem o adultério; em terceiro, o ronco”.

  • A mulher Raspar as Pernas com o Aparelho de Barba do Marido e
    • Depois não limpar.
  • Em Segundo lugar vem o
    • Adultério;
  • Em Terceiro,
    • O Ronco

Além destas implicações sociais, o ronco constitui hoje um problema médico, estando associado à morbidade e mortalidade vascular em pacientes de meia idade, com alta incidência de hipertensão arterial, angina, infarto do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais.

Fatores Predisponentes para o Ronco

Fatores anatômicos e constitucionais, que causem restrição nas vias respiratórias, podem ser determinantes para o ronco. Entre eles estão a obstrução nasal levando a uma respiração pela boca, amígdalas palatinas aumentadas, úvula (campainha) e palato mole em excesso, língua volumosa, alterações esqueléticas faciais como a mandíbula pequena ou o queixo um pouco para trás, pescoço curto e grosso e, principalmente, a obesidade.

Fazendo parte de um continuum, na qual o ronco é o sintoma inicial, com o passar dos anos estes pacientes podem apresentar paradas respiratórias durante o sono, caracterizando o que chamamos de apneia obstrutiva do sono.  As apneias tem duração mínima de 10 segundos, ocorrendo inúmeras vezes e exclusivamente durante o sono, resultando em asfixia recorrente com queda da oxigenação, com graves consequências para o organismo.

Repercussões Clínicas do Ronco e da Apneia do Sono

Esse problema reflete em sintomas noturnos e diurnos, com diminuição da qualidade de vida, calculando-se sua incidência em 10% dos homens e 5% das mulheres em idade adulta.

Os sintomas noturnos, além do ronco e das apneias, são engasgos, fragmentação do sono, bruxismo, boca seca, sono não repousante e refluxo ácido.

Os sintomas diurnos são sonolência excessiva diurna, fadiga, dor de cabeça matinal, déficits de atenção, memória e aprendizado, depressão, mau humor, obesidade e impotência.

As repercussões clínicas do ronco e da apneia fazem-se em todos os setores vitais do nosso organismo como nas Doenças Cardiovasculares (hipertensão arterial, infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca), nas  doenças do cérebro (derrames), nas doenças endócrinas (diabetes), distúrbios sexuais (impotência) e distúrbios de comportamento, sendo causas importantes de acidentes de trânsito e de trabalho. Estudos populacionais tem demonstrado o aumento da mortalidade na apneia do sono por infarto agudo do miocárdio e morte súbita.

  • Doenças Cardiovasculares
    • Hipertensão Arterial,
    • Infarto do Miocárdio,
    • Insuficiência Cardíaca, nas
  • Doenças do Cérebro
    • Derrames, nas
  • Doenças Endócrinas
    • Diabetes,
  • Distúrbios Sexuais
    • Impotência e
  • Distúrbios de Comportamento,

sendo causas importantes de acidentes de trânsito e de trabalho. Estudos populacionais tem demonstrado o aumento da mortalidade na apneia do sono por infarto agudo do miocárdio e morte súbita.

Pacientes com estas queixas devem ser investigados quanto a qualidade de seu sono e examinados por médicos especialistas (otorrinos, neurologistas, pneumologistas) para que possam ser tratados o mais precocemente possível. Esses Tratamentos para o Ronco envolvem medidas comportamentais (higiene do sono), tratamento com aparelhos de pressão aérea positiva (CPAPs), aparelhos intraorais ou tratamentos cirúrgicos sobre as vias respiratórias.

Recomendações aos Roncadores

  • Evitar Dormir de Barriga para Cima;
  • Evitar Refeições pesadas antes de Dormir;
  • Evitar álcool e fumo no mínimo 04 horas antes de dormir;
  • Evitar bebidas Cafeinadas
    • Café,
    • Chá,
    • Chá Preto,
    • Chocolate,
      • Medicamentos do Tipo Sedativos do Tipo
        • Hipnóticos ou
        • Antialérgicos
      • Antes de Dormir;
  • Perder Peso e ter
    • Atividade Física Regular;
  • Evitar Privação do Sono
    • Dormir no Mínimo 07 (sete) horas por noite;
  • Levantar a Cabeceira da Cama cerca de
    • 15 a 20 centímetros;
  • Procurar manter horários regulares para
    • Dormir e
    • Levantar;
  • Cuidar de seu nariz para não dormir de boca aberta.

Essas medidas gerais podem ajudar você e seu cônjuge a terem um sono mais prazeroso e saudável.  Se isto não acontecer, o seu Médico do Sono de confiança poderá indicar tratamentos adequados para o seu caso.

  • Artigo Publicado em: 10 de agosto de 2017 e
    • Atualizado em: 20 de novembro de 2019
      • Atualizado em: 04 de Maio de 2020
Mais Informações sobre o Ronco na Internet
Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.
Otorrino SP

Otorrino em São Paulo

Tratamento para Apneia, Ronco.. faça um exame. Cuide da sua saúde.
Política de Privacidade/Cookie. Este site não hospeda ou recebe financiamento de publicidade ou exibição de conteúdo comercial. Política de Banners: Não temos publicidade e não fazemos trocas de Banner ou Display. Missão Do Site: prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade.Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. Os comentários são visíveis a todos. Podem ser alterados ou apagados.