Horário de Atendimento:

8:00h - 20:00h

  • pt-br

Telefone:

Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço: Os tipos de câncer de cabeça e pescoço incluem cânceres da boca e da garganta, bem como alguns tipos mais raros, como o câncer dos seios da face (espaços aéreos nos ossos da face), as glândulas salivares, o nariz ou o ouvido médio.

Veja neste artigo mais informações sobre essas doenças.

Os Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

A maioria dos cânceres de cabeça e pescoço começa nas células que revestem a boca, o nariz e a garganta. Estes são chamados de cânceres de células escamosas. Um pequeno número de cânceres de cabeça e pescoço se desenvolve a partir de outros tipos de células.

Os cânceres de cabeça e pescoço incluem câncer de boca e garganta, bem como cânceres mais raros da cavidade nasal (dentro do nariz), seios da face, glândulas salivares e ouvido médio.

As pessoas podem usar a palavra garganta para descrever as diferentes partes do pescoço:

  • Faringe
  • caixa de voz (laringe)
  • glândula tireoide
  • esôfago
  • traqueia

Quando falamos sobre câncer de garganta, nos referimos a faringe e laringe.
Os cânceres de cabeça e pescoço não incluem cânceres que afetam o cérebro.

Câncer de Boca – Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

O Câncer de boca pode se desenvolver no:

  • lábio
  • língua
  • chão da boca (debaixo da língua)
  • dentro da bochecha
  • céu da boca (o palato duro)
  • área atrás dos dentes do siso

Os locais mais comuns para o desenvolvimento do câncer dentro da boca são no lado da língua e no assoalho da boca.

Câncer de Faringe

A faringe é dividida em três partes principais:

  • Nasofaringe – Esta é a parte superior da faringe, atrás do nariz. Os cânceres que se desenvolvem aqui são chamados de câncer nasofaríngeo.
  • Orofaringe – Esta é a parte média da faringe, atrás da boca. Inclui a parte macia do céu da boca (palato mole), a base ou parte de trás da língua (a parte que você não pode ver), as amígdalas e as paredes laterais da garganta. Os locais mais comuns da orofaringe para o desenvolvimento de câncer são nas amígdalas e na base da língua.
  • Hipofaringe – Esta é a parte inferior da faringe, atrás da caixa de voz. Os cânceres que se desenvolvem aqui são chamados de câncer hipofaríngeo.

Câncer de Laringe – Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

A laringe é a caixa de voz. É uma passagem curta em frente à hipofaringe (faringe inferior).

Contém as cordas vocais.

Conforme os tumores crescem, eles penetram nas vias aéreas e afetam os músculos da caixa de voz. Esses músculos são de vital importância para proteger a traqueia durante a deglutição de sólidos, líquidos e saliva. Quando interferido, o fechamento da laringe é incompleto e pode levar a tosse intensa, asfixia ou até pneumonia crônica. A estrutura da caixa de voz também fornece suporte rígido para a traqueia para facilitar a respiração. O comprometimento dessa função causa falta de ar, respiração ruidosa e trabalhosa.

Câncer dos Seios da Face

Existem espaços aéreos nos ossos do rosto, ao lado da maçã do rosto e do nariz. Cânceres podem se desenvolver no revestimento desses seios.

Câncer das Glândulas Salivares

Glândulas salivares são responsáveis por produzir a saliva que mantém a boca úmida. Os maiores pares de glândulas salivares são:

  • glândulas parótidas, que estão nas laterais da boca, bem na frente das orelhas
  • glândulas submandibulares, que estão sob cada lado do maxilar
  • glândulas sublinguais, que estão sob o assoalho da boca e abaixo de cada lado da língua.

O local mais comum de desenvolvimento de câncer de glândula salivar é nas glândulas parótidas.

Câncer do Ouvido Médio

O ouvido médio é formado pelo tímpano e por uma cavidade chamada tímpano. O tímpano contém três pequenos ossos – o martelo, a bigorna e o estribo. Esses ossos conectam o tímpano ao ouvido interno.

Geralmente começa como um câncer de pele no ouvido externo que se espalha pelas várias estruturas da orelha, incluindo o canal auditivo e o tímpano.

O câncer de ouvido é extremamente raro. As taxas de sobrevivência variam dependendo da localização do tumor e quanto tempo ele progrediu.

Diferentes fatores causam diferentes tipos de câncer. Embora não exista uma maneira comprovada de prevenir completamente os cânceres de cabeça e pescoço, você pode reduzir seu risco. Converse com sua equipe de saúde para obter mais informações sobre seu risco pessoal de câncer.

Julho Verde

Julho Verde – Saiba Mais sobre o Câncer de Cabeça e Pescoço

No mês de julho (Julho Verde), temos uma importante campanha de prevenção: O Julho Verde, que tem o objetivo de alertar sobre o diagnóstico precoce do câncer de cabeça e pescoço. Vamos aproveitar este momento para divulgar informações importantes a respeito dos sintomas e das medidas preventivas contra a doença. Continue a leitura e saiba mais sobre estas doenças e suas formas de prevenção.

Julho Verde

Segundo levantamento do Inca, o câncer de boca e laringe ocupa o segundo lugar entre os casos nos homens, atrás somente do câncer de próstata, com mais de 18 mil casos diagnosticados anualmente no Brasil. Nas mulheres, predomina o câncer de tireoide, sendo o 5º mais comum.

A grande maioria (mais de 90%) são carcinomas de células escamosas, e a doença geralmente aparece na orofaringe, cavidade oral, hipofaringe ou laringe. O desenvolvimento de um câncer de cabeça e pescoço é o resultado da interação de fatores ambientais e herança genética e, portanto, é multifatorial. O tabagismo e o abuso de álcool são os principais fatores de risco para o desenvolvimento dessa doença.

Sinais e Fatores de Risco

O câncer de cabeça e pescoço pode ocorrer na pele, lábios, tireoide, cavidade oral, nasofaringe, orofaringe, hipofaringe, laringe, cavidade nasal, seios paranasais e glândulas salivares, áreas que estão diretamente envolvidas nas funções de fala, respiração, deglutição, paladar, olfato e outros.

Feridas que não cicatrizam, dificuldade para engolir ou movimentar a língua, nódulos persistentes no pescoço, rouquidão e alterações da voz são sintomas que devem despertar nossa atenção quando observados. Julho Verde.

Um dos fatores que tem contribuído para esse aumento nos casos do câncer de faringe é a infecção pelo papilomavírus (HPV). O contágio acontece por meio da prática do sexo oral e em pessoas com múltiplos parceiros sexuais. Por este motivo, é cada vez mais necessário que a população seja conscientizada sobre a proteção durante as relações sexuais.

Formas de Prevenção

Além desta recomendação, é importante manter hábitos de vida saudáveis e uma boa higiene oral para prevenir a doença. Evitar o consumo de álcool e não fumar também é importantíssimo. Quando esses dois fatores são associados, o risco de uma pessoa saudável desenvolver algum tipo de câncer de cabeça e pescoço é multiplicado em até 20 vezes.

Consultas médicas e odontológicas de rotina também são importantes aliadas na prevenção do câncer de cabeça e pescoço. Fazer o autoexame da boca periodicamente também é uma excelente forma de verificar se está tudo bem, e procurar ajuda médica rapidamente, se necessário.

Como Fazer o Autoexame da Boca

  • Na frente do espelho, observe os lábios e verifique se há manchas ou feridas, vermelhas ou brancas, que não cicatrizam em até 20 a 30 dias.
  • Confira também o céu da boca, as gengivas, as bochechas e a região localizada embaixo da língua.
  • Em seguida, apalpe a região do pescoço e do queixo, para conferir se há presença de caroços ou ínguas.
  • Em caso de dúvida, procure um médico o mais rápido possível. Com o diagnóstico precoce, as chances de cura podem chegar a 90%.

Tratamento

Atualmente, sabe-se que não são apenas fumantes e bebedores que podem desenvolver câncer de cabeça e pescoço, embora ainda tenham grande influência. Existem muitos outros fatores de risco envolvidos no desenvolvimento da doença, por isso é necessário investigar a origem em cada paciente. Assim, a escolha do tratamento deve ser mais específica. A região da cabeça e pescoço é o mais complexo “site de órgãos”, então a decisão de tratamento deve buscar um modelo de melhores práticas de envolvimento da equipe multidisciplinar. A cirurgia é frequentemente necessária, seguida de tratamento de radioterapia ou quimioterapia.

Dúvidas? Marque agora uma Consulta. Clique aqui

Artigo Publicado em: 10 de julho de 2017 e Atualizado em 03 de julho de 2019

Política de Privacidade/Cookie. Este site não hospeda ou recebe financiamento de publicidade ou exibição de conteúdo comercial. Política de Banners: Não temos publicidade e não fazemos trocas de Banner ou Display. Missão Do Site: prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade.Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. Os comentários são visíveis a todos. Podem ser alterados ou apagados.