Horário de Atendimento:

8:00h - 20:00h

  • pt-br

Telefone:

câncer de laringe

Julho Verde – Saiba Mais sobre o Câncer de Laringe

O câncer é um crescimento incontrolável de células que invadem e causam danos ao corpo. No câncer de laringe, células malignas (cancerosas) se formam na laringe. A maioria dos cânceres laríngeos ocorre nas células escamosas, que se alinham no interior da laringe. Cerca de 60% dos cânceres da laringe começam na glote, 35% na supraglote e o resto na subglote.

O câncer de laringe é um dos tipos de cânceres de cabeça e pescoço. Continue a leitura e saiba mais sobre esta patologia.

O Câncer de Laringe

A laringe, ou caixa de voz, está localizada na garganta. Ela nos ajuda a respirar, falar e engolir. As cordas vocais, que nos ajudam a falar, fazem parte da laringe.

Esta estrutura é composta principalmente de cartilagem, um tecido flexível que forma uma estrutura de apoio. Existem três partes na laringe:

  • A supraglote, ou parte superior.
  • A glote, a parte do meio. É aqui que as cordas vocais estão localizadas. As cordas vocais abrem e fecham e permitem que você respire e fale.
  • A subglote, a parte inferior.

A laringe desempenha um papel em várias funções:

  • Quando você respira, as cordas vocais se abrem para permitir a passagem do ar.
  • Quando você fala, as cordas vocais se fecham. O ar que passa pelas cordas vocais causa sua vibração, o que ajuda a criar o som da fala.
  • Quando você engole, a epiglote (que é parte da supraglote) cai sobre a laringe e as cordas vocais se fecham para manter a comida fora dos pulmões.

Uma pessoa tem um risco muito maior de desenvolver câncer de laringe se fumar ou usar outros produtos de tabaco. Beber álcool, especialmente em grandes quantidades, também pode aumentar o risco de desenvolver câncer de laringe.

Outros fatores de risco incluem:

  • Idade: O câncer de laringe ocorre mais frequentemente em pessoas com mais de 55 anos.
  • Gênero: Os homens são mais propensos a desenvolver câncer de laringe.
  • Uma história pessoal de câncer de cabeça e pescoço.
  • Ocupação: Trabalhadores que são expostos a névoa de ácido sulfúrico, pó de madeira, níquel ou a fabricação de gás mostarda têm um risco maior de câncer de laringe. Além disso, maquinistas e pessoas que trabalham com amianto estão em maior risco.

Sintomas

Alguns dos sintomas a seguir podem sugerir câncer de laringe, ou mesmo ser sintomas de outras condições:

  • dor de garganta ou tosse que não desaparece
  • mudança na voz, como rouquidão, que não melhora depois de duas semanas
  • qualquer dor ou outro problema quando você engole
  • dor de ouvido
  • caroço no pescoço ou garganta
  • disfonia (problemas na produção de sons de voz)

Os seguintes sintomas indicam a necessidade de consultar um médico imediatamente:

  • Dispneia (dificuldade para respirar)
  • Estridor (respiração alta e barulhenta)
  • Sensação de que há algo na garganta
  • Tosse com sangue

Os Estágios do Câncer de Laringe

Um sistema conhecido como estadiamento é usado para descrever até que ponto um tumor cresceu e quais partes do corpo ele invadiu (se espalhou).

Neste tipo de câncer, o estágio dependerá da parte da laringe afetada e se o câncer invadiu outras partes do corpo, como a tireoide, o esôfago, a língua, os pulmões, o fígado e os ossos.

Câncer que começa na laringe pode se espalhar para outras partes do corpo através da corrente sanguínea ou dos gânglios linfáticos. A linfa é um fluido aquoso claro ou ligeiramente amarelado que remove bactérias e certos tipos de proteínas dos tecidos. Os gânglios linfáticos são estruturas pequenas, em forma de feijão, localizadas em todo o corpo.

Tratamentos

O câncer de laringe é tratado com radioterapia, quimioterapia ou cirurgia. Às vezes, uma combinação desses métodos pode ser utilizada.

O objetivo de qualquer tratamento do câncer da laringe deve ser curar a doença, mantendo a função laríngea máxima. Embora isso pareça um conceito simples, decidir qual a melhor maneira de alcançar esse objetivo em qualquer paciente necessita de um trabalho em conjunto de equipes multidisciplinares.

Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço: Os tipos de câncer de cabeça e pescoço incluem cânceres da boca e da garganta, bem como alguns tipos mais raros, como o câncer dos seios da face (espaços aéreos nos ossos da face), as glândulas salivares, o nariz ou o ouvido médio.

Veja neste artigo mais informações sobre essas doenças.

Os Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

A maioria dos cânceres de cabeça e pescoço começa nas células que revestem a boca, o nariz e a garganta. Estes são chamados de cânceres de células escamosas. Um pequeno número de cânceres de cabeça e pescoço se desenvolve a partir de outros tipos de células.

Os cânceres de cabeça e pescoço incluem câncer de boca e garganta, bem como cânceres mais raros da cavidade nasal (dentro do nariz), seios da face, glândulas salivares e ouvido médio.

As pessoas podem usar a palavra garganta para descrever as diferentes partes do pescoço:

  • Faringe
  • caixa de voz (laringe)
  • glândula tireoide
  • esôfago
  • traqueia

Quando falamos sobre câncer de garganta, nos referimos a faringe e laringe.
Os cânceres de cabeça e pescoço não incluem cânceres que afetam o cérebro.

Câncer de Boca – Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

O Câncer de boca pode se desenvolver no:

  • lábio
  • língua
  • chão da boca (debaixo da língua)
  • dentro da bochecha
  • céu da boca (o palato duro)
  • área atrás dos dentes do siso

Os locais mais comuns para o desenvolvimento do câncer dentro da boca são no lado da língua e no assoalho da boca.

Câncer de Faringe

A faringe é dividida em três partes principais:

  • Nasofaringe – Esta é a parte superior da faringe, atrás do nariz. Os cânceres que se desenvolvem aqui são chamados de câncer nasofaríngeo.
  • Orofaringe – Esta é a parte média da faringe, atrás da boca. Inclui a parte macia do céu da boca (palato mole), a base ou parte de trás da língua (a parte que você não pode ver), as amígdalas e as paredes laterais da garganta. Os locais mais comuns da orofaringe para o desenvolvimento de câncer são nas amígdalas e na base da língua.
  • Hipofaringe – Esta é a parte inferior da faringe, atrás da caixa de voz. Os cânceres que se desenvolvem aqui são chamados de câncer hipofaríngeo.

Câncer de Laringe – Tipos de Câncer de Cabeça e Pescoço

A laringe é a caixa de voz. É uma passagem curta em frente à hipofaringe (faringe inferior).

Contém as cordas vocais.

Conforme os tumores crescem, eles penetram nas vias aéreas e afetam os músculos da caixa de voz. Esses músculos são de vital importância para proteger a traqueia durante a deglutição de sólidos, líquidos e saliva. Quando interferido, o fechamento da laringe é incompleto e pode levar a tosse intensa, asfixia ou até pneumonia crônica. A estrutura da caixa de voz também fornece suporte rígido para a traqueia para facilitar a respiração. O comprometimento dessa função causa falta de ar, respiração ruidosa e trabalhosa.

Câncer dos Seios da Face

Existem espaços aéreos nos ossos do rosto, ao lado da maçã do rosto e do nariz. Cânceres podem se desenvolver no revestimento desses seios.

Câncer das Glândulas Salivares

Glândulas salivares são responsáveis por produzir a saliva que mantém a boca úmida. Os maiores pares de glândulas salivares são:

  • glândulas parótidas, que estão nas laterais da boca, bem na frente das orelhas
  • glândulas submandibulares, que estão sob cada lado do maxilar
  • glândulas sublinguais, que estão sob o assoalho da boca e abaixo de cada lado da língua.

O local mais comum de desenvolvimento de câncer de glândula salivar é nas glândulas parótidas.

Câncer do Ouvido Médio

O ouvido médio é formado pelo tímpano e por uma cavidade chamada tímpano. O tímpano contém três pequenos ossos – o martelo, a bigorna e o estribo. Esses ossos conectam o tímpano ao ouvido interno.

Geralmente começa como um câncer de pele no ouvido externo que se espalha pelas várias estruturas da orelha, incluindo o canal auditivo e o tímpano.

O câncer de ouvido é extremamente raro. As taxas de sobrevivência variam dependendo da localização do tumor e quanto tempo ele progrediu.

Diferentes fatores causam diferentes tipos de câncer. Embora não exista uma maneira comprovada de prevenir completamente os cânceres de cabeça e pescoço, você pode reduzir seu risco. Converse com sua equipe de saúde para obter mais informações sobre seu risco pessoal de câncer.

Julho Verde

Julho Verde – Saiba Mais sobre o Câncer de Cabeça e Pescoço

No mês de julho (Julho Verde), temos uma importante campanha de prevenção: O Julho Verde, que tem o objetivo de alertar sobre o diagnóstico precoce do câncer de cabeça e pescoço. Vamos aproveitar este momento para divulgar informações importantes a respeito dos sintomas e das medidas preventivas contra a doença. Continue a leitura e saiba mais sobre estas doenças e suas formas de prevenção.

Julho Verde

Segundo levantamento do Inca, o câncer de boca e laringe ocupa o segundo lugar entre os casos nos homens, atrás somente do câncer de próstata, com mais de 18 mil casos diagnosticados anualmente no Brasil. Nas mulheres, predomina o câncer de tireoide, sendo o 5º mais comum.

A grande maioria (mais de 90%) são carcinomas de células escamosas, e a doença geralmente aparece na orofaringe, cavidade oral, hipofaringe ou laringe. O desenvolvimento de um câncer de cabeça e pescoço é o resultado da interação de fatores ambientais e herança genética e, portanto, é multifatorial. O tabagismo e o abuso de álcool são os principais fatores de risco para o desenvolvimento dessa doença.

Sinais e Fatores de Risco

O câncer de cabeça e pescoço pode ocorrer na pele, lábios, tireoide, cavidade oral, nasofaringe, orofaringe, hipofaringe, laringe, cavidade nasal, seios paranasais e glândulas salivares, áreas que estão diretamente envolvidas nas funções de fala, respiração, deglutição, paladar, olfato e outros.

Feridas que não cicatrizam, dificuldade para engolir ou movimentar a língua, nódulos persistentes no pescoço, rouquidão e alterações da voz são sintomas que devem despertar nossa atenção quando observados. Julho Verde.

Um dos fatores que tem contribuído para esse aumento nos casos do câncer de faringe é a infecção pelo papilomavírus (HPV). O contágio acontece por meio da prática do sexo oral e em pessoas com múltiplos parceiros sexuais. Por este motivo, é cada vez mais necessário que a população seja conscientizada sobre a proteção durante as relações sexuais.

Formas de Prevenção

Além desta recomendação, é importante manter hábitos de vida saudáveis e uma boa higiene oral para prevenir a doença. Evitar o consumo de álcool e não fumar também é importantíssimo. Quando esses dois fatores são associados, o risco de uma pessoa saudável desenvolver algum tipo de câncer de cabeça e pescoço é multiplicado em até 20 vezes.

Consultas médicas e odontológicas de rotina também são importantes aliadas na prevenção do câncer de cabeça e pescoço. Fazer o autoexame da boca periodicamente também é uma excelente forma de verificar se está tudo bem, e procurar ajuda médica rapidamente, se necessário.

Como Fazer o Autoexame da Boca

  • Na frente do espelho, observe os lábios e verifique se há manchas ou feridas, vermelhas ou brancas, que não cicatrizam em até 20 a 30 dias.
  • Confira também o céu da boca, as gengivas, as bochechas e a região localizada embaixo da língua.
  • Em seguida, apalpe a região do pescoço e do queixo, para conferir se há presença de caroços ou ínguas.
  • Em caso de dúvida, procure um médico o mais rápido possível. Com o diagnóstico precoce, as chances de cura podem chegar a 90%.

Tratamento

Atualmente, sabe-se que não são apenas fumantes e bebedores que podem desenvolver câncer de cabeça e pescoço, embora ainda tenham grande influência. Existem muitos outros fatores de risco envolvidos no desenvolvimento da doença, por isso é necessário investigar a origem em cada paciente. Assim, a escolha do tratamento deve ser mais específica. A região da cabeça e pescoço é o mais complexo “site de órgãos”, então a decisão de tratamento deve buscar um modelo de melhores práticas de envolvimento da equipe multidisciplinar. A cirurgia é frequentemente necessária, seguida de tratamento de radioterapia ou quimioterapia.

Dúvidas? Marque agora uma Consulta. Clique aqui

Artigo Publicado em: 10 de julho de 2017 e Atualizado em 03 de julho de 2019

Política de Privacidade/Cookie. Este site não hospeda ou recebe financiamento de publicidade ou exibição de conteúdo comercial. Política de Banners: Não temos publicidade e não fazemos trocas de Banner ou Display. Missão Do Site: prover Soluções cada vez mais completas de forma facilitada para a gestão da saúde e o bem-estar das pessoas, com excelência, humanidade e sustentabilidade.Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. Os comentários são visíveis a todos. Podem ser alterados ou apagados.